quarta-feira, 28 de outubro de 2009

O propósito da leitura


O propósito da leitura das Escrituras é a total transformação da pessoa. Elas visam a substituir os velhos e destruidores hábitos de pensamento por novos hábitos vivificadores. E o modo de sermos transformados é mediante a renovação da mente (Rm. 12:2). A mente é renovada aplicando-se a ela as coisas que a transformarão.Muitos cristãos permanecem em sujeição a temores e ansiedades simplesmente porque não se beneficiam da leitura. Talvez sejam fieis em sua freqüência à igreja e desejosos de cumprir seus deveres religiosos, mas ainda não estão sendo transformado.O Antigo Testamento instrui no sentido de as leis serem escritas nas portas e nos umbrais das casas, e atadas aos punhos, de sorte que “estejam por frontal entre os vossos olhos” (Deut. 11:18). A finalidade dessa instrução era dirigir a mente de forma repetida e regular a certos modos de pensamento referentes a Deus e às relações humanas. Evidentemente, o Novo Testamento substitui as leis escritas nos umbrais das casas por leis no coração, e nos leva a Jesus, nosso Mestre interior e sempre presente.Devemos encarecer, uma vez, que os arraigados hábitos de pensamento que se formam, conformar-se-ão à ordem das coisas que está sendo estudada. O que estudamos determina que tipos de hábitos devem ser formados por isso é que as Escrituras diz que nos ocupássemos das coisas que são verdadeiras, respeitáveis, justas, amáveis e de boa fama. (Fp. 4:8)“Quem estuda somente os homens, adquire o corpo do conhecimento sem a alma; e quem estuda somente os livros, a alma sem o corpo. Quem adicionar observação àquilo que vê, e reflexão àquilo que lê, está no caminho certo do conhecimento, contanto que ao sondar os corações dos outros, não negligencie o seu próprio”.

Vendo com os olhos de Deus




Bem-aventurados, porém, os vossos olhos, porque vêem; e os vossos ouvidos, porque ouvem. Mat. 13:16. Repetidas vezes o Novo Testamento nos conclama a olhar para as pessoas com os olhos de Deus. Somos convidados a ver as pessoas de uma nova maneira. O apóstolo Paulo afirma isto em II Coríntios 5. Ele escreve sobre Jesus morrendo por todo o mundo, tendo em vista a salvação de cada um dos seres humanos (versos 14 e 15). Ele escreve sobre a diferença que faz o sacrifício, como devemos olhar para as pessoas através do amor de Cristo. Sob essa ótica, passamos a olhar para elas como pessoas por quem Cristo morreu. Você sabe o que isto significa? Significa que essas pessoas têm um valor infinito. Olhar para as pessoas com os olhos da graça. É isso que importa. É isso que faz a diferença neste mundo. Não ficamos fascinados com a embalagem. Olhamos o que existe no interior. Focalizamos aquilo em que as pessoas se tornam. Isto faria diferença no trabalho. Há pessoas no seu local de trabalho que têm tanto para dar, mas que são deixadas em seu canto só por causa da aparência. Faria diferença no casamento. Precisamos ser valorizados por aqueles que estão perto de nós, e precisamos ser valorizados principalmente pelo que há em nosso interior. E faria uma diferença enorme para os filhos. Eles precisam crescer sabendo que são valorizados pelo que existe em seu interior, por seu potencial, por seu caráter. Há muitas coisas no mundo dos adolescentes que falam exatamente o oposto. Eles são classificados pela aparência e pelo desempenho. Querem muito ser aceitos, ser populares. Mas a popularidade é tantas vezes determinada por coisas superficiais e exteriores. Para Deus, o caráter é o que conta. Deus olha para a pureza dos nossos motivos. Ele olha para a sinceridade do nosso coração. Ele olha para a sinceridade de propósito em nossa vida. Quando olharmos com os olhos de Deus, também veremos muito além da superfície. Veremos não meramente o que as pessoas fazem, mas olharemos para a pureza do seu propósito. Veremos o valor de cada indivíduo. Teremos mais consideração para com os que estão próximos de nós. Afinal, eles foram criados à imagem de Deus e remidos pelo Seu sangue.

sábado, 24 de outubro de 2009

Falecimento da Irmã Ruth Doris Lemos






Faleceu ontem, 23 de outubro, às 12:30h., a missionária Ruth Doris Lemos, após ser submetida a uma cirurgia endovascular.


Irmã Dóris veio para o Brasil como missionária, enviada pela Assembléia de Deus norte-americana, com o seu esposo, pastor João Kolenda Lemos. Lá, os dois receberam a chamada do Senhor para fundarem o Instituto Bíblico das Assembleias de Deus (IBAD), em Pindamonhangaba - SP.

Sua dedicação e esforço foram fundamentais na preparação de centenas de obreiros que hoje atuam no Brasil e no exterior, sendo um exemplo vida cristã e uma referência em educação teológica dentro da Assembléia de Deus.

O corpo da missionária será velado na capela do IBAD a partir das 2hs da manhã do dia 24 de outubro. O culto fúnebre será no mesmo local, às 11:30h, e o sepultamento, às 13:00h no cemitério municipal de Pindamonhangaba.

Oremos pelo pastor Kolenda, filhos, genros, noras, netos e bisneta da missionária, para que Deus conforte seus corações.


***
Fonte: Púlpito Cristão. Mais informações no blog do IBAD

LULA DIZ QUE JESUS FARIA ALIANÇA COM JUDAS



O Jornal Folha de São Paulo publicou dia 22/10/2009, uma entrevista que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva concedeu ao repórter especial da Folha Kennedy Alencar. Quando perguntado sobre concessões e alianças políticas, Lula, resolveu colocar Jesus no meio. Abaixo, a pergunta, a resposta do presidente e a repercursão pela ex-Ministra Marina Silva e pela CNBB.

FOLHA - Nunca se sentiu incomodado por ter feito alguma concessão?
LULA - Nunca me senti incomodado. Nunca fiz concessão política. Faço acordo. Uma forma de evitar a montagem do governo é ficar dizendo que vai encher de petista. O que a oposição quer dizer com isso. Era para deixar quem estava. O PSDB e o PFL (hoje DEM) queriam deixar nos cargos quem já estava lá. Quem vier para cá não montará governo fora da realidade política. Se Jesus Cristo viesse para cá, e Judas tivesse a votação num partido qualquer, Jesus teria de chamar Judas para fazer coalizão.

Marina Silva

A senadora Marina Silva (PV-AC) classificou nesta quinta-feira como uma "metáfora infeliz" a declaração do presidente Luiz Inácio Lula da Silva sobre a necessidade de fazer alianças. Em entrevista à Folha, Lula disse que Jesus Cristo teria que fazer uma coalizão com Judas se precisasse de apoio numa votação.
"Nem todas as metáforas são felizes e essa é uma metáfora infeliz. Obviamente que Jesus já nos mostrou que a aliança com Judas, quando a gente já sabe que ele é Judas, não deve ser feita. Jesus apostou que Judas poderia fazer diferente o tempo todo, mas quando ele se declarou Judas, não houve mais um lugar naquele momento. Foi uma metáfora infeliz", afirmou Marina.

Evangélica da Assembleia de Deus, Marina participou hoje do simpósio "Espiritualidade do Cuidado", promovido pela Primeira Igreja Presbiteriana Independente de São Paulo, sobre ambiente. A senadora falou sobre a necessidade do "uso cuidadoso" dos recursos naturais do planeta e se identificou com os fiéis ao chamá-los de irmãos e citar vários trechos da Bíblia. Também sugeriu aos líderes da igreja que, quando forem trocar o púlpito, que exijam um móvel de madeira certificada.

O pastor titular da Primeira IPI, Abival Pires da Silveira, explicou que a presença de Marina não teve objetivo eleitoral, uma vez que a senadora é pré-candidata à Presidência da República. Segundo ele, o simpósio começou a ser preparado há mais de um ano, antes de Marina deixar o PT e mudar o cenário político nacional. "Não tem conotação política, embora os outros tentem usar politicamente", disse.

CNBB

O secretário-geral da CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil), dom Dimas Lara Barbosa, rebateu a declaração do presidente Luiz Inácio Lula da Silva sobre a necessidade de fazer alianças. Em entrevista à Folha Lula disse que Jesus Cristo teria que fazer uma coalizão com Judas se precisasse de apoio numa votação. Dom Dimas disse que, apesar de Judas ser um dos discípulos de Cristo, Jesus não fazia alianças com "fariseus" --numa referência a pessoas que parecem uma coisa por fora, mas por dentro são outra.

O representante da CNBB ainda ironizou a declaração do presidente. "Para governar o Brasil? Estamos tão mal assim? Queria dizer que, sem dúvida Judas foi discípulo de Cristo, mas Cristo conhece o coração das pessoas e reconhece a liberdade de cada um. Cristo não fez alianças com fariseus. Pelo contrário, teve palavras duras para com eles. Deus conhece o coração das pessoas", afirmou.

Fonte: Folha online.

MEU COMENTÁRIO: Não sei o que os líderes e políticos evangélicos, que de vez em quando se encontram com o Lula, estão ensinando para ele, mas pelo que vi, a imagem que ele ficou de "Jesus", não é do Evangelho, mas de alguém que faz barganhas com todo mundo. Se Jesus fosse político, não teria sido crucificado, teria feito concessões na sua mensagem aos líderes religiosos de sua época, conseguiria uma vaga no Sinédrio e através de amplas alianças, se tornaria representante político do povo junto a Herodes e Pilatos. Mas como ele não era e não fez barganhas com ninguém, aconteceu o que aconteceu.(Juber Donizete)

http://juberdonizete.blogspot.com

terça-feira, 20 de outubro de 2009

Cientista da Nasa critica campanha da Sony para promover filme ‘2012’




Para divulgar seu filme ‘2012’, que deve ser lançado no mês que vem, a Sony Pictures desenvolveu uma campanha sugerindo que o fim do mundo acontecerá daqui a 3 anos. Entre as açoes de divulgaçao está um website que prevê um desfecho catastrófico para o planeta, com erupçoes vulcânicas, tufoes e tsunamis. Além disso, oferece kits de sobrevivência e acesso a uma ‘loteria da salvaçao’, que daria uma chance de vida em meio ao caos. O problema é que o site foi tao convincente que muita gente acreditou de verdade na historia. E quem nao gostou nada disso foi David Morrison - o cientista da Nasa afirma já ter recebido mais de mil perguntas de pessoas angustiadas com a situaçao. Apesar da Sony afirmar que deixa claro na página que trata-se de uma açao promocional, Morrison diz que o site é “eticamente incorreto”. Segundo David, muitas das mensagens recebidas por ele são de adolescentes que disseram preferir cometer o suicídio a assistir ao apocalipse.


Blue Bus/Telegraph/Notícias Cristãs

A justiça divina e a justiça dos homens


A justiça de Deus está expressa em Sua natureza:
.
"Ele é a Rocha, as suas obras são perfeitas, e todos os seus caminhos são justos" - Deuteronômio 32.4.
.
A justiça de Deus está expressa em Sua salvação:
.
"Olhou o SENHOR e indignou-se com a falta de justiça. Ele viu que não havia ninguém, admirou-se porque ninguém intercedeu; então o seu braço lhe trouxe livramento" - Isaías 59. 15b - 17.
.
A justiça de Deus está expressa em Suas obras:
.
"Grandes são as obras do SENHOR; nelas meditam todos que a apreciam. Os seus feitos manifestam majestade e esplendor, e a sua justiça dura para sempre" - Salmo 111.2-3.
.
A justiça de Deus está expressa em Jesus Cristo:
.
"Portanto, ninguém se glorie em homens; porque todas as coisas são de vocês, seja Paulo, seja Apolo, seja Pedro, seja o mundo, a vida, a morte, o presente ou o futuro; tudo é de vocês, e vocês são de Cristo, e Cristo, de Deus" - Romanos 3.21-23.
.
A revolta do homem não expressa a justiça de divina:
.
"...a ira do homem não produz a justiça de Deus" - Tiago 1.20b.
..
A justiça do homem não expressa valor eterno:
.
"Somos como o impuro - todos nós! Todos os nossos atos de justiça são como o trapo imundo" - Isaías 64.6.

Fonte:http://belverede.blogspot.com

sexta-feira, 16 de outubro de 2009

O mundo acaba em 2012




O calendário maia acaba em 2012 e uma estranha série de eventos terríveis (colisão de meteoros e planetas com a Terra, previsões de muitos ‘paranormais’ sobre o fim do mundo em 2012 e problemas de conservação do nosso planeta como o efeito estufa) parecem estar convergindo para nos falar sobre a destruição da humanidade naquele ano. Recentemente nós reportamos que um ciclo solar que terá seu pico em 2012 trará tempestades solares que podem deixar boa parte da humanidade na escuridão por meses antes que os reparos sejam efetuados. Durante este período o caos irá se instaurar em várias partes do mundo.Nosso planeta também parece estar sofrendo alguns os sintomas da nossa ocupação. De acordo com alguns cientistas ‘malucos’ somos uma espécie de parasita para o planeta e ele inevitavelmente irá reagir contra a ‘infecção’.Meteoros gigantescos já caíram na Terra causando muita destruição e isto pode ocorrer novamente.Coincidentemente o calendário maia que era usado no topo daquela civilização também acaba em 2012. Seria esta uma profecia maia? Coincidência mesmo? A profecia maia já tomou uma grande proporção na internet pelo mundo todo com milhões de adeptos acreditando firmemente que o mundo vai acabar em 2012. A profecia maia está vendendo muitos livros e rendendo muitas palestras, documentários e DVDs pelo globo. Há uma infinidade de teorias diferentes.O calendário de conta longa é apenas um entre os vários que os maias usavam. Assim como os nossos meses, anos e séculos, ele se estrutura em unidades de tempo cada vez maiores. Cada 20 dias formam um “mês”, ou uinal. Cada 18 uinals, 1 tun, ou “ano”, cada 20 tuns faziam um katun e assim sucessivamente. Enquanto o nosso sistema de contagem de séculos não leva a um fim, o calendário de conta longa maia dura cerca de 5.200 anos e se encerra na data 13.0.0.0.0, que para muitos estudiosos (não há um consenso a respeito) corresponde ao nosso 21/12/2012.Isso não significa que eles esperassem pelo fim do mundo naquele dia. “Os povos ameríndios não tinham apenas uma concepção linear de tempo, que permitisse pensar num fim absoluto”, diz Eduardo Natalino dos Santos, professor de história da América Pré-hispânica da USP. “Em nenhum lugar se diz que o ciclo que estamos vivendo seria o último.” A maioria dos estudiosos acredita que, após chegar à data final, o calendário se reiniciaria. Assim como, para nós, o 31 de dezembro é sucedido pelo 1 de janeiro, para eles o dia 22/12/2012 corresponderia ao dia 0.0.0.0.1. [Galileu]A realidade é que a profecia maia é, do ponto de vista científico, apenas um mito. E mesmo se existisse uma profecia, porque uma cultura que fazia sacrifícios rituais humanos deveria ter qualquer credibilidade em afirmar o que aconteceria séculos depois com o planeta?E as previsões que o próprio HypeScience já publicou sobre futuras possíveis catástrofes globais? Essas previsões com base científica (das tempestades espaciais, do meteoro, etc.) usam observações, deduções e previsões sólidas e envolvem especialistas de diversas áreas do mundo todo. Mas tudo é apenas conjectura, uma possibilidade que varia de zero a 100%. Inclusive não se sabe se o ano 2012 será mesmo o ano das piores tempestades solares, já que ao final do ciclo solar os dois últimos anos de atividade costumam ser mais fortes.Já houve centenas de profecias na história da humanidade que disseram que o mundo iria acabar e ninguém acertou até agora. Se eu fosse apostar sobre 2012 ser ou não o último ano da humanidade, eu certamente não apostaria nos profetas. E você?

Mc 13;32 Mas daquele dia e hora ninguém sabe, nem os anjos que estão no céu, nem o Filho, senão o Pai.

quinta-feira, 15 de outubro de 2009

Brasil Evangélico?



Tenho estado muito preocupado, ultimamente com o espírito de fanatismo que tem invadido a igreja evangélica no Brasil. Nesses 20 anos, também tenho estado muito alegre por ver que a igreja evangélica tem crescido muito e, com isso, muita gente está encontrando Jesus e, Nele, salvação, libertação, esperança e a possibilidade de uma vida melhor. Entretanto, angustia-me ver que, algumas vezes, esse crescimento, o qual tem o seu aspecto extraordinário, vem tomando contornos de algo não tão sadio, adoecido, estranho, que se assemelha à enfermidade, à patologia, redundando em evidências explicitamente fanáticas. Estamos vivendo, hoje no Brasil, um momento no qual precisamos definir o que queremos que aconteça em nossa pátria. Como povo de Deus, temos duas opções: a primeira é querer ver o Brasil evangélico; a segunda é ver o Brasil de Jesus. O que queremos? O Brasil pode ser evangélico sem ser de Jesus, como pode também ser de Jesus sem ser evangélico. E pode ser de Jesus e ser evangélico. Se tudo aquilo que fosse de Jesus tivesse que ser, necessariamente evangélico, Jesus só estaria tendo vez na História de 180 anos para cá, quando o “Movimento Evangélico” - tal qual o conhecemos hoje começou a existir. Se, para ser de Jesus o mundo tivesse que ser protestante, Jesus só estaria agindo e atuando nele de 500 anos para cá, quando da Reforma Protestante. Enfim, Deus tem meios e modos de fazer que a sua salvação entre no mundo sem, obrigatoriamente, ter que fazê-la evangélica. Digo isto, porque às vezes desenvolvemos esquemas religiosos que se tornam independentes de Deus e divorciados Dele, como uma coisa autônoma. Isso aconteceu com o movimento farisaico do judaísmo, que no início fora um movimento defensor do zelo pelas coisas de Deus, tornando-se, ao final, o “carro-chefe” que deflagou a morte histórica de Jesus. De igual modo, isto se verificou no cristianismo original dos apóstolos, do Novo Testamento, que 300 anos depois, foi “constantinizado”, transformando-se num movimento de natureza política com vistas à unificação do Império Romano, em decorrência do que a Igreja se foi paganizando, até que ela mesma criou um dos movimento mais escuro da história da civilização humana (a Idade das Trevas) do ocidente, com as Cruzadas e o advento da Santa Inquisição, feitas em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo, utilizando a cruz e todos os demais elementos sagrados do cristianismo, ainda que o Espírito Santo, neles não estivesse presente, nos quais Jesus estivesse ausente e nos quais Deus não se manifestou, mas o diabo. Nós hoje, estamos vivendo um momento singular, quando vemos a fé espalhando-se pelo Brasil. Aleluia! No entanto, a pergunta que devemos nos fazer, com relação à expansão da fé neste país, é o que queremos que aconteça com o Brasil. Queremos vê-lo apenas tornar-se uma nação evangélica, tendo templos em todos os lugares, vendo a maioria das lideranças políticas confessando-se evangélicas, tendo muitos veículos de comunicação evangélicos, com uma boa parte dos recursos financeiros do país em poder daqueles que se dizem evangélicos, etc?...Mas, o Brasil vai continuar o mesmo! Na mesma miséria, com os mesmos casos de corrupção, com a mesma prática política...Talvez, até, pior, pelo fato de não haver mais nenhuma referência evangélica à qual se possa recorrer, não se tendo esperança de alguma coisa alternativa, porque o que era alternativo, acabou virando em algo associado ao que existe de pior no mundo, que por sua vez, passou a usar o nome de Deus para justificar suas ações. É isso, que queremos? E mais, que imagem a Igreja deve buscar construir? Ora, como não poderia deixar de ser, Jesus tem que ser a nossa referência, a nossa busca de reconstrução da imagem da Igreja. Primeiro, porque se somos cristãos, a referência é Cristo e não há nenhum outro. Não é um homem, não é um apóstolo secundário, não é um missionário fabuloso que viveu na Índia - é Jesus a referência. Segundo, se somos evangélicos temos que viver conforme o Evangelho de Jesus. Ora, Jesus desagradou vários grupos políticos e religiosos do seu tempo. Agradou ao Pai e agradou ao povo, que vinha trazendo a Ele, os perdidos, oprimidos, doentes, para serem, salvos, curados e libertos. Então, para uns, a sua imagem estava tremendamente desgastada, enquanto que, para outros, ela crescia em respeito e admiração. O problema da Igreja acontece quando o grupo com as características daqueles que antes odiavam Jesus, começa a aplaudir a Igreja hoje; enquanto o grupo que amava a Jesus, naqueles dias começa a repudiar a Igreja hoje. Ou seja, quando a gente vê pessoas com as mesmas posturas daqueles que, naqueles dias, repudiavam e odiavam as ações de Jesus, afinados com a Igreja hoje, e até liderando-a; enquanto aqueles que nos Evangelhos eram amigos de Jesus, e andavam com Ele, agora ficam longe, não querendo nem ouvir fale dele. Quando isso acontece é porque houve uma inversão radical de valores na Igreja, e ela não tem mais quase nada a ver como o coração do seu Senhor. E ainda, quando as pessoas dizem: "Jesus eu quero, só não quero a Igreja", é porque a Igreja virou anticristã.

Fonte: http://juberdonizete.blogspot.com

terça-feira, 13 de outubro de 2009

Culto de ceia no Templo Central













Ontem foi o nosso culto de ceia no templo central, a igreja estava cheia e o culto foi maravilhoso para a glória do nome do Senhor, eis algumas fotos do culto de ontem à noite;

quarta-feira, 7 de outubro de 2009

segunda-feira, 5 de outubro de 2009

A APLICAÇÃO DA HERMENÊUTICA NO SALMO 8.6-9




"Deste-lhe domínio sobre as obras da tua mão e sob seus pés tudo lhe puseste:


ovelhas e bois, todos, e também os animais do campo

as aves do céu, e os peixes do mar, e tudo o que percorre as sendas dos mares.

Ó SENHOR,

Senhor nosso, quão magnífico em toda a terra é o teu nome!"

[Almeida Revista e Atualizada]
__________



Ecologia é uma palavra muito usada hoje em dia. Cada vez mais pessoas estão reconhecendo que estamos poluindo e destruindo gravemente o planeta em que vivemos.

Quando Deus criou o homem à sua imagem e semelhança, ordenou: . “...enchei a terra e sujeitai-a; dominai (...) sobre peixes (...) aves (...) todo animal" - Gênesis 1.28.

Esta passagem coloca o homem como o cabeça de toda a obra divina da criação, como um pouco abaixo de Deus. O ser humano recebeu uma posição exaltada de governante sobre a Terra, o Sol, a Lua e as estrelas (Salmo 8.3), incluindo também todos os seres vivos (Salmo 8.3, 7,8).

Quanto à posição e ao poder sobre toda a criação, o ser humano recebeu uma tremenda autoridade. Mas tal poder sobre a natureza que Deus tem dado encerra tanto privilégios quanto grandes responsabilidades. A palavra dominar não significa “usar”. Significa “cuidar”. Porém, muitos entendem errado a ordem divina e empregam suas capacidades e conhecimentos para aproveitar de modo indevido os recursos da Terra. Outros, no entanto, felizmente, têm sido bons administradores de tudo quanto Deus tem confiado a seus cuidados.

Quando possuímos um animal de estimação, temos a autoridade legal sobre ele, mas também temos a responsabilidade de alimentá-lo e cuidar bem dele. Como você trata a criação de Deus? Use seus recursos sabiamente, porque o Criador o fez um despenseiro. Vemos no Salmo 8, versículo 5, que Deus lhe deu uma honra especial, concedeu a você autoridade para cuidar de tudo que Ele criou, objetivando o bem das gerações futuras e dos outros seres vivos que Ele criou.

O domínio pelo homem é real, faz parte da glória e da honra e é o seu destino. Entretanto este domínio não é absoluto e nem independente. É participação, em condição de subordinado, do governo de Deus; e é uma dádiva e não um direito adquirido (Gênesis 1.16-17, Salmo 8.5).


Ao ser criado, Adão foi colocado pelo Criador acima dos anjos, porém, com o advento do pecado Adão e toda a raça humana perdeu a plenitude de autoridade. Por causa do pecado o homem foi rebaixado e passou a estar sujeito à morte. Posteriormente, o Criador disse a Noé que pavor e medo dos seres humanos cairiam sobre todas as criaturas viventes (Gênesis 9.2). No entanto, recuperará tal posição em Cristo, que sujeitará todas as coisas a si quando voltar.

Agora, neste estado reduzido, destituído da glória de Deus (Romanos 8.23), o ser humano está abaixo dos anjos. O próprio Cristo se rebaixou por algum tempo, assumindo a posição inferior de homem, a fim de elevado novamente acima dos anjos, à sua posição original. Cristo, ao morrer e ressuscitar, foi exaltado acima de todos os seres angelicais ou de qualquer outro ser, exceto do Pai (Efésios 1.21; Filipenses 2.911; 1ª Pedro 3.22). O homem redimido será exaltado à mesma posição com Cristo (Romanos 8.17-18; Efésios 2.6-7; 3.8-11; 2ª Timóteo 2.12; Hebreus 2.5-11; Apocalipse 1.6; 5.10; 22.4-6).

Enquanto Cristo não volta para arrebatar a Igreja, cuidemos melhor do nosso planeta , pois a Terra não é reciclável!

www.belverede.blogspot.com

Esqueçam as Olimpíadas no Rio! 2016 jamais chegará!





Hermes Fernandes




Se depender da interpretação que tem sido dada às profecias Maia, e algumas outras previsões apocalípticas, o Mundo como nós conhecemos deverá chegar ao fim no ano de 2012.


E pra quem tem pressa de saber como será, estréia em Novembro aqui nos Estados Unidos o filme '2012', repleto de efeitos especiais, e dirigido por ninguém menos que Roland Emmerich, o mesmo diretor de Independence Day e de O Dia depois de Amanhã. O que mais chama a atenção para nós, brasileiros, é a inclusão do Rio de Janeiro entre as cidades destruídas pela catástrofe mundial. Um dos cartazes do filme traz a estátua do Cristo Redentor se partindo. Logo agora que a cidade foi escolhida para ser a Sede dos próximos Jogos Olímpicos. Parece até ironia do destino.


Assista ao trailer e faça seu comentário. O que você acha? Estamos na contagem regressiva para o fim do mundo? A Bíblia embasa tal expectativa? Devemos confiar em fontes extra-bíblicas como as profecias Maia, Nostradamus, e outras?


E quanto à comemoração do povo carioca, terá sido em vão? Ora, se tudo acaba em 2012, adeus Copa do Mundo no Brasil em 2014, e adeus Olimpíadas em 2016.


***

Hermes Fernandes é um dos mentores desta subversão aqui no www.genizahvirtual.com


quinta-feira, 1 de outubro de 2009

CARTA DE UM VENDEDOR



Segue carta de um devedor,

caloteiro e ainda muito cara-de-pau, mas engraçada, publicada na folha. Esta
carta é verídica e foi divulgada pelo próprio Clube de Dirigentes Lojistas.
A correspondência abaixo foi enviada por um devedor a uma das várias lojas
credoras, conforme ele mesmo informa na sua correspondência.

"Prezados Senhores,

Esta é a oitava carta jurídica de cobrança que recebo de Vossas Senhorias... Sei que não estou em dia com meus pagamentos. Acontece que eu estou devendo também em outras lojas e todas esperam que eu lhes pague.
Contudo, meus rendimentos mensais só permitem que eu pague duas prestações no fim de cada mês. As outras, ficam para o mês seguinte. Estou ciente de que não sou injusto, daquele tipo que prefere pagar esta ou aquela empresa em detrimento das
demais, ocorre o seguinte...
Todo mês, quando recebo meu salário, escrevo o nome dos meus credores em pequenos pedaços de papel, que enrolo e coloco dentro de uma caixinha. Depois, olhando para o outro lado, retiro dois papéis, que são os dois "sortudos" que irão receber o meu rico dinheirinho. Os outros, paciência, ficam para o mês seguinte.
Firmo aos senhores, com toda certeza, que sua empresa tem constado todos os meses na minha caixinha. Se não os paguei ainda, é porque os senhores estão com pouca sorte.
Finalmente, faço-lhes uma advertência: Se os senhores continuarem com essa mania de me enviar cartas de cobrança ameaçadoras e indolentes, como a última que recebi, serei obrigado a excluir o nome de Vossa Senhoria dos meus sorteios mensais."


A carta é engraçada e foi verídica, vocês imaginem se todos seguissem esse mesmo processo para poderem pagar suas divídas, seria terrível!!

Parabéns Vendedor!!



Por que quando estamos doentes procuramos o melhor médico? Ou quando precisamos de representação jurídica buscamos o melhor advogado? Você deve estar pensando que a resposta é óbvia, e é, afinal você quer ter certeza de que o profissional atenda às suas necessidades.

E na sua empresa, quando há uma vaga para diretor, você também procura o melhor profissional, certo? Faz uma seleção bastante rigorosa e busca certificar-se de que esse profissional trará os resultados que planeja?

E para a área comercial, você busca um vendedor ou um profissional de vendas?

Ao pensar no desprestígio que a área de vendas vem sofrendo ao longo dos anos, é fácil concluir que muitas empresas não estão buscando profissionais de vendas. Não é à toa que existem vários mitos cercando este profissional, como:

- vendedor é malandro e aproveitador
- vendedor quer sempre tirar dinheiro do cliente
- mente para conseguir fechar a venda
- profissão de quem não conseguiu nada melhor na vida.

Nossos estudos revelam que quatro em cinco vendedores estão na empresa errada, vendendo o produto ou o serviço errado. Deveriam estar exercendo outra função, numa outra empresa ou setor, por si mesmos, pela companhia, pela profissão e, certamente, pelos clientes que encontram.

Qual é o profissional que pode aumentar significativamente o lucro da sua empresa? Quem é que irá lidar diretamente com o seu bem mais valioso – o seu cliente?

Dessa maneira, porque não escolher o melhor para representar a sua empresa, escolher corretamente o vendedor que aumentará o seu lucro mensal?

Ao longo de nossa experiência com empresas de diversas partes do mundo, concluímos que a maioria dos vendedores é contratada pelas razões erradas, pois os contratantes utilizam processos de seleção ineficientes.

É responsabilidade das empresas descartarem vendedores amadores e contratar os melhores profissionais para a área comercial, assim como fazem com as demais áreas da organização. E o motivo é simples, são esses profissionais que aumentarão o seu faturamento e, muitas vezes, serão a chave para fidelização de seus clientes.

Pense em seu cliente e no seu lucro quando for contratar o próximo vendedor, procurando certificar-se de que sua empresa terá o melhor profissional de vendas, porque mais do que derrubar estes mitos, as empresas ganharão com produtividade e excelência em suas relações comerciais.


Parabéns à todos os vendedores espalhados pelo Brasil e pelo mundo, eu que trabalho neste ramo desde 1991, apesar de hoje ser supervisor de vendas, nunca deixei de ser um vendedor, uma profissão muitas vezes ingrata, mas uma das mais antigas do mundo e que continua e continuará a mover a economia do mundo até a volta de Jesus, que Deus abençoe à todos os verdadeiros e fiéis vendedores, consultores de vendas, representantes comerciais e etc., a todos aqueles que lutam e batalham diariamente para levar à sua casa, tudo aquilo que você consome.

Allen Sarlo.

Fonte:http://www.caliper.com.br

CARVALHO - UMA ÁRVORE MUITO CITADA NA BÍBLIA SAGRADA




Flowers of Israel

Carvalho, árvore que faz parte da vegetação do Monte Hermon

“Atravessou Abrão a terra até Siquém, até ao carvalho de Moré. Nesse tempo os cananeus habitavam essa terra” - Gênesis 12.6.

O carvalho é um gênero de árvore classificada de dicotiledôneas cupulíveras. Há cerca de trezentas espécies de carvalho. Ela ocupa o primeiro lugar entre as árvores por causa da sua longevidade, suas grandes dimensões e qualidade da madeira.

Segundo os tradutores da Bíblia, diversos termos hebraicos são traduzidos por carvalho, no entanto, alguns deles trata-se do terebinto.

Na Bíblia o pé de carvalho é o símbolo da força: ‘(o amorreu) era forte como os carvalhos’ (Amós 2.9).

Existem na Síria cerca de nove espécies de carvalho, e quase outras tantas variedades (Isaías 6.13; 44.14; Oséias 4.13; Amós 2.9).

Há na Palestina carvalhos solitários, não cortados para fazer uso da lenha, que atingem grandes alturas. Quando a terra foi colonizada pelos cananeus, era, provavelmente, a Palestina ocidental tão rica de montados, como o é hoje a Palestina oriental.


A relação do Carvalho com a cor vermelha

Em Israel, encontra-se a espécie que a Botânica classifica como Quercus Calliprinus (quercus: carvalho em latim). Dela, os israelitas extraíam o tanino, usado para curtir o couro (Atos 10.6).

E também, há outro variante da árvore, identificada como Quermes (as palavras vermelho e vermelhão tem origem etimológica neste nome). O Carvalho Quermes serve de fonte de alimento para um inseto também conhecido como Quermes, que por meio de seu bico longo extrai a sua seiva da árvore e chega a morrer no processo de alimentação. Dos corpos secos deles se produz o corante vermelho. Referências bíblicas sobre o corante: Ezequiel 23.14; Jeremias 22.14.


Esta cor, em hebraico "shani" e "shani tolaat", é traduzida ao português como escarlate , vermelho. Em 2 Crônicas 2.7 ela é vertida ao nosso idioma como carmesim.

A tintura é bem conhecida desde os tempos mais remotos: usada nas peças de roupa dos sacerdote e sumo sacerdote (Êxodo 28.6, 8, 15). Como também é mencionada em outras situações: o fio pendurado na janela da prostituta de Jericó (Josué 2.18); Saul usava roupas na cor escarlate (2 Samuel 1.24); o carmesim era cor conceituada (Lamentações 4.5); um manto escarlate foi posto sobre Jesus para fazer zombaria (Mateus 27.28; Lucas 23.11).

"Vinde então, e argui-me, diz o Senhor: ainda que os vossos pecados sejam como a escarlata, eles se tornarão brancos como a neve; ainda que sejam vermelhos como o carmesim, se tornarão como a branca lã" - Isaías 1.18.


A árvore

Na Palestina, o carvalho acha-se representado principalmente pelo carvalho de Quermes, do qual há exemplares de uma circunferência entre 6,5 à 8 metros. Outra abundante espécie é a Valônia do Levante, isto é o carvalho decíduo de cúpula espinhosa: empregam-se as suas bolotas no curtimento de peles, mas os árabes servem-se delas como alimento.

Alguns carvalhos são sempre viçosos, mas outros são precoces, deixando cair as suas folhas no outono. É esta uma clara distinção que seria feita mesmo numa idade não científica. Que era esse o caso entre os antigos hebreus, depreende-se de duas passagens de Isaías: ‘sereis como o carvalho, cujas folhas murcham’ (1.30); e, ‘Como terebinto e como carvalho, dos quais, depois de derrubados, ainda fica o toco’ (6.13).

Abraão habitava nos carvalhaes de Manre; em Siquém, Jacó usou um pé de carvalho como esconderijo; Rebeca foi sepultada debaixo de uma dessas árvores (Gênesis 13.18; 35.4; 35.8).

Josué erigiu uma grande pedra aproveitando-se da sombra do carvalho; o Anjo do Senhor assentou-se debaixo desta árvore que estava em Ofra; Absalão ficou preso pela cabeça em seus galhos; a madeira do carvalho foi usada para praticar idolatria; os remos dos barcos da Síria eram feitos da madeira do carvalho (Josué 24.26; Juízes 6.11,19; 2 Samuel 18.9; Isaías 44.14; Ezequiel 6.13; 27.6).

O Carvalho dos Adivinhos

Em algumas traduções bíblicas, em Juízes 9.37, encontramos a expressão “Carvalho dos Adivinhos” , ou “Planície de Meonenim”, ou “Carvalho de Meonenim”. Sempre usada como nome próprio.

Meonenim é o particípio intensivo do verbo “anan”, que significa “praticar agouros”, uma prática proibida que era desenvolvida como negócio debaixo dos carvalhos, provavelmente por cananeus e israelitas apóstatas (2 Reis 2.16; 2 Crônicas 33.6; Levíticos 19.26).

Sobre a adivinhação, veja também Deuteronômio 18.10,14; Miquéias 5.12.


Fontes: O Novo Dicionário da Bíblia (Edições Vida Nova); Dicionário Universal (Editora Vida); Pequena Enciclopédia Bíblica - O.S. Boyer); Consiso Dicionário Bíblico - Ilustrado, de Dr. S.L. Watson (I.B.B.)www.belverede.blogspot.com.